Mento / Queixo

Mentoplastia (Cirurgia do Queixo)

O queixo é um dos principais pontos de referência no estudo estético da face, fazendo um conjunto hormônico juntamente com outros setores como o nariz, olhos e boca. Poderá se apresentar em posição mais avançada ou mais retraída e, em ambos os casos, existem correções cirúrgicas.

A inclusão de um implante de silicone na região do queixo (mento) pode ser necessária para harmonizar as unidades estéticas da face. Na verdade, o contorno do mento exerce grande influência no perfil da face, juntamente com o nariz.

A mentoplastia mais comum é aquela que visa corrigir o retro-posicionamento (queixo retraído), através da inclusão de uma peça de silicone sólido, que não corre o risco de migrar (nunca se usa silicone líquido). Há mais de 35 anos vem sendo empregado o silicone na forma sólida, em todo o mundo, com milhares de pacientes operados, sem que tenha assinalado a presença de ação cancerígena deste produto. Trata-se de substância inerte ao organismo e que se mantém em seu lugar de introdução, dentro de uma cápsula fibrosa que o próprio organismo se encarrega de elaborar, logo nos primeiros dias. Raros são os casos de eliminação da peça.

Em casos de inclusão de próteses de silicone, poderá ser feita uma cicatriz interna (dentro da boca). Independente da via de acesso, o objetivo é aumentar a projeção do queixo, equilibrando-o com o restante da face.
O controle pós-operatório poderá ser feito através de uma radiografia simples da face. A anestesia é local (com ou sem sedação, dependendo do caso).

Em muitos casos o cirurgião recomendará a associação com a rinoplastia (cirurgia plástica do nariz), visando um melhor equilíbrio estético da face. A isto denominamos “perfiloplastia”.


t;